Programa Corredor Azul, Ecoan e WWF-Brasil promovem evento na Ramsar COP13, nos Emirados Árabes

25/10/2018

Gastón Fulquet (WI), Júlio Sampaio (WWF-BR), Rafaela Nicola (WI e Mupan) e Constantino Aucca Chutas (Ecoan)
Gastón Fulquet (WI), Júlio Sampaio (WWF-BR), Rafaela Nicola (WI e Mupan) e Constantino Aucca Chutas (Ecoan)

Entre os dias 21 e 29 de outubro, ocorre em Dubai, nos Emirados Árabes, o 13ª encontro da Conferência das Partes Contratantes na Convenção de Ramsar sobre Áreas Úmidas. Esse ano a Ramsar COP tem como tema "Áreas Úmidas Urbanas: para um futuro sustentável" (Urban Wetlands: for a Sustainable Future). Mas de mil delegações representando organizações governamentais e não-governamentais e acadêmicas de todo o mundo são esperadas durante os nove dias da conferência em Dubai.

Junto com os eventos principais da Ramsar COP13 ocorrem diversos eventos paralelos que reúnem representantes de ONGs, governos e setor privado em torno de um tema específico. Esse ano, a Wetlands International (WI), juntamente com Mulheres em Ação no Pantanal - Mupan, WWF-Brasil e ECOAN Peru, é responsável pelo evento paralelo "Manejo Participativo de Humedales y Comunidades Locales: distintos enfoques para preservar la integridad ecológica de los humedales en América del Sur", que acontecerá no dia 23 de outubro das 19h40 às 21h, no Festival Arena, Intercontinental Dubai, Festival City.

Nesse evento paralelo os participantes tratarão de experiências de manejo participativo na América do Sul, em um intercâmbio de conhecimentos a partir da apresentação de exemplos de processos participativos com comunidades locais e povos indígenas em diferentes países. A Wetlands International e a Mupan apresentarão uma amostra do trabalho realizado junto às comunidades locais dos Áreas Úmidas Altoandinas da Argentina e Perú, no Delta do Paraná e no Pantanal.

A Convenção para Áreas Úmidas de Importância Internacional, chamada de Convenção de Ramsar, consiste em um tratado intergovernamental que prevê as diretrizes para a conservação e o uso sustentável das áreas úmidas e seus recursos. Desde a primeira convenção, ocorrida na cidade iraniana de Ramsar em 1971, quase 90% dos países membros da Organização das Nações Unidas se tornaram Partes Contratantes.

O Programa Corredor Azul - PCA, da Wetlands International, é implementado no Brasil pela Mupan e conta com o apoio financeiro da DOB Ecology. Para o diretor do PCA, Gastón Fulquet, salvaguardar as áreas úmidas ao longo do Sistema Paraná-Paraguai não constitui apenas ambiental, mas também econômico, já que "as comunidades locais e os povos indígenas se beneficiam dos acordos de manejo participativo a medida em que se pensam em formas de manter os meios de subsistência desses povos através da preservação das áreas úmidas da qual tiram sua fonte de renda". Rafaela Nicola, representante da Wetlands International no Brasil, mostrará um exemplo prático dessa metodologia de trabalho através do plano de vida participativo que começou a ser feito esse ano com a comunidade indígena Kadiwéu, no Pantanal do Mato Grosso do Sul.