Metas

A iniciativa Impulsa Pantanal reúne esforços para ampliar a resiliência das comunidades tradicionais com ações de fortalecimento local e impulsando o protagonismo. Medidas de curto, de médio e de longo prazo para o fortalecimento dessas comunidades como protagonistas na defesa, sustento e manutenção de seus territórios, contribuindo ativamente para evitar que situações como os incêndios de 2020 se repitam. 

  • Criação, fortalecimento e autonomia de brigadas de incêndio comunitárias no Pantanal;
  • Esforços de restauração ecológica em áreas afetadas pelo fogo, a partir da combinação do conhecimento tradicional e acadêmico;
  • Criação de viveiros de espécies nativas;
  • Ampliação da disponibilidade de água para uso humano e para meio ambiente, com tecnologias sociais e de baixo custo.

 Por onde começamos a Impulsa Pantanal?

Por áreas estratégicas, uma em Mato Grosso do Sul, a outra em Mato Grosso:


Área 1 - Território Indígena Kadiwéu (538.000 ha) - fortalecimento da Associação de Brigadistas Indígenas da Nação Kadiwéu (ABINK) com fornecimento de equipamentos para o combate ao fogo, fortalecimento e ampliação de equipe de brigadistas, formação, produção de viveiro e restauração. 

  • Meta 1 - Para o Território - 3 brigadas de incêndios, 2 cursos de água em processo de restauração e viveiro implantado. Plano de ação comunitário implementado com lideranças. Outras instituições colaboradoras (Abink, Prev-Fogo/Ibama, Funai, SESAI, UFMS).

Área 2 - RPPN Sítio Ramsar SESC Pantanal (108.000 ha) - desenvolvimento metodológico, testagem e implementação para restauração ecológica; conscientização e fortalecimento da comunidade do entorno, para o protagonismo na defesa do Pantanal e na manutenção de sua qualidade de vida. Instituições colaboradoras SESC Pantanal, INAU, CPP, que se somam as metas do Projeto GEF Terrestre - Mupan-RPPN-Sesc.

  • Meta 2 - Brigadas comunitárias no entorno da RPPN Sesc Pantanal. Em Mato Grosso, no entorno da RPPN encontra-se diversas comunidades que foram afetadas pelo fogo: São Pedro, Mocambo, Pimenteira, Retiro São Bento, Colônia Santa Isabel, Capoeirinha, Lagoa do Algodão e Joselândia. 
  • Desta forma, busca-se que a brigada Sesc Pantanal colabore na capacitação de brigadas comunitárias para prevenção e combate aos incêndios no entorno da Reserva. Instituições colaboradoras SESC Pantanal, INAU, CPP, que se somam as metas do Projeto GEF Terrestre - Mupan-RPPN-Sesc.
  • Meta 1 - Para o Território - 3 brigadas de incêndios, 2 cursos de água em processo de restauração e viveiro implantado. Plano de ação comunitário implementado com lideranças. Outras instituições colaboradoras (Abink, Prev-Fogo/Ibama, Funai, SESAI, UFMS).