Em Seminário da Rede IberoMaB, Diretora Geral da Mupan tem iniciativa selecionada para compor o Catálogo de Experiências de Mulheres da Rede

06/11/2019

Áurea Garcia, Diretora Geral da Mupan, durante apresentação | Foto: Laércio Sousa
Áurea Garcia, Diretora Geral da Mupan, durante apresentação | Foto: Laércio Sousa

O 5º Seminário da Rede de Reservas da Biosfera Ibero-americanas e do Caribe (IberoMaB) acontece de 4 a 8 de novembro de 2019, na cidade de Antigua (Guatemala), com o tema "Roteiro para a Igualdade de Gênero nas Reservas da Biosfera IberoMaB: diagnóstico, transversalidade e desenvolvimento de capacidades de atuação".

O objetivo desses seminários é apoiar o desenvolvimento socioeconômico das reservas da biosfera da América Latina e do Caribe com critérios de sustentabilidade e igualdade de gênero.

O evento conta com representantes de Reservas da Biosfera de países da Latino América e Caribe: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Costa Rica, El Salvador, Honduras, Guatemala, Panamá, Paraguai, México, Nicarágua, Uruguai, além da Espanha. Do Brasil, as reservas da Serra do Espinhaço, pelo presidente Miguel Andrade e do Pantanal, pelo presidente Laércio de Sousa e representante da sociedade civil, Áurea Garcia.

Durante o painel Educação e Formação, focalizada na igualdade de gênero e o empoderamento da mulher, Áurea da Silva Garcia, Diretora Geral da Mupan (Mulheres em Ação no Pantanal), teve a oportunidade de apresentar algumas iniciativas. Em destaque, a Formação em Gênero, Água e Educação Ambiental (GAEA), a qual foi selecionada para compor o Catálogo de Experiências de Mulheres do IberoMaB.

A Formação GAEA, ofertada como Curso de Extensão, com carga horária de 180 horas na modalidade a distância, pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, nos anos de 2013 a 2014. Essa Formação teve o envolvimento de representantes de diversas instituições governamentais, ONGs e de ensino e pesquisa. Coordenada pela Mupan, contou com recursos da Aliança para os Ecossistemas (Comitê Holandês da IUCN, Both ENDS).

Além da experiência do Catálogo do IberoMaB, em 2015, a Formação GAEA foi selecionada pela ONU - Mulheres como Boa Prática em Capacitação para a Igualdade de Gênero. Em termos de seguimentos, a Formação tornou-se objeto de pesquisa de doutorado no Programa de Ensino de Ciências - Educação Ambiental, pela UFMS.

A convergência de esforços, em relação a Reserva da Biosfera Pantanal, segue como uma das linhas de ação do Programa Corredor Azul, da Wetlands International (2017-2027), que tem como principal parceiro para a implementação do Componente Pantanal, a Mupan.

*****

A titulação de Reserva da Biosfera, do Programa Homem e Biosfera (MaB) da Unesco, criado em 1971, busca ser um instrumento de planejamento para áreas relevantes para a conservação. No Brasil são sete reservas. A do Pantanal foi titulada pela Unesco em 2000, sendo reativada em 2016, com o desafio de implementar o Plano de Ação 2020-2025.

O Seminário foi organizado no âmbito do Plano de Transferência, Intercâmbio e Gestão do Conhecimento para o Desenvolvimento da Cooperação Espanhola para a América Latina e o Caribe (Intercoonecta), Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (AECID), Agência Autônoma de Parques Nacionais do Ministério de Transição Ecológica da Espanha (OAPN) e da Rede de Reservas da Biosfera da América Latina e do Caribe da UNESCO (IberoMaB).